Melbourne, vivendo seus últimos GP’s

A cidade de Melbourne na Austrália pode estar vivendo seus últimos Grand Prixs. Se levarmos em conta o prefeito da cidade, Robert Doyle, as últimas corridas na cidade australiana já tem ano marcado para seu fim. O prefeito afirma que os investimentos públicos feitos para sediar o GP cresce drasticamente a cada ano, e talvez o contrato não seja renovado a partir de 2015.

Robert Doyle relatou ao jornal Herald Sun, que gastos crescem ano após ano, e que na corrida do ano passado os investimentos foram de cerca de US$ 50 milhões (R$ 83,6 milhões); um dinheiro bem considerável.

Largada GP da Austrália de 2008

Então como ainda existe um contrato e as regras devem ser guardadas, claro que o prefeito não vai rescindir o contrato, pois é óbvio que apesar dos altos investimentos, Melbourne vai ter que se virar para continuar com a corrida até 2015, se não quiser pagar uma “bela” multa para encher o bolso de Bernie Ecclestone, encher mais.

Segundo o prefeito, há quatro opções: chega de Austrália no calendário e Ecclestone leva a prova para outro país; ou, o próprio Bernie quer uma corrida noturna na Austrália, seja em Melbourne, mas nesse caso ir para outro circuito; haver uma melhor organização, melhoria e manutenção do circuito; e, a mais provável, a cidade sair da F1 a partir de 2015, que ele acredita que pode ser a melhor opção para a cidade.

Melbourne está no calendário da F1 desde 1996, a corrida no circuito é sempre bem animada, e a primeira curva após a largada de qualquer GP é bem tumultiada. Bem, foram citadas quatro opções acima, eu acrescento mais uma: a corrida voltar para o velho e memorável circuito de Adelaide; quem concorda comigo?

Largada em Adelaide 1988

 

Anúncios

7 comentários em “Melbourne, vivendo seus últimos GP’s

  1. É uma pena perdermos essa pista, pois ainda é uma das poucas que produzem boas corridas.

    Num futuro não muito distante, estaremos reduzidos a um rol de Tilkodromos sem vergonhas e sem graça.

    abs

  2. Realmente, Melbourne faz investimentos pesados e não tem o retorno igual. Duvido que renovem contrato após 2015. Seria bem interessante ver a F1 voltar para Adelaide, mas não acredito nesta opção

  3. Bernie quer uma corrida noturna para deixar o horário compatível com o Europeu. A prefeitura está certa, como disse o Anderson, de cortar esse gasto absurdo, mas há lados positivos em se realizar um GP, e Melbourne se aproveitou bastante deles.

    Acho que a Austrália encontra uma solução e a prova passa a ser realizada em outro lugar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s