Ainda há uma volta por cima?

Está chegando o GP da Alemanha de 2011, e é difícil não se lembrar do ocorrido vivido no GP alemão ano passado, envolvendo os pilotos da Ferrari, Fernando Alonso e mais precisamente Felipe Massa.

Mas não estou aqui para citar o que aconteceu, porque todos já conhecem a história; e nem para criticar ou muito menos dizer quem estava com a razão. Mas sim, falar do piloto que desde o ano passado tem sido alvo dos comentários na F1: Felipe Massa.

O piloto brasileiro que “beliscou” o título mundial em 2008, nos dias atuais vive uma circunstância diferente. A equipe que “divide” com Alonso desde o ano passado não é a mesma, e Massa também não; principalmente depois da chegada do espanhol, e de seus resultados surpreendentes.

Felipe Massa com certeza sofre da tão conhecida “pressão psicológica”. Não que Alonso o esteja pressionando, mas seus resultados sim. É claro que certos resultados se devem as circunstâncias da prova e da sorte; então Alonso é muito sortudo. Mais a “pressão” e a responsabilidade do brasileiro por melhora, estão fazendo com que seu psiqué fique desequilibrado.

Impossível de se ver novamente?

A verdade é que sua doença se chama Fernando Alonso das Astúrias. Alonso é um excelente piloto, é claro; mas para se conviver com espanhol É… não tem jeito, ele quer só para ele.

Não passou e nem está na hora, está no ponto certo para Felipe Massa trocar de equipe. A Ferrari já lhe deu o que tinha que dar, e enquanto ele continuar lá, os italianos vão é “sugar” dele; sugar cabeça, emocional e potencial.

Os tempos de Sauber; dificuldades eram frequentes

Se isso for possível, e  acontecer no momento certo, no lugar certo, e com as pessoas certas, a famosa “Volta por Cima” de Massa será mais um dos grandes pontos em sua carreira. E potencial ele ainda tem, está dando para perceber desde a corrida do Canadá, que Massa tem um gás a mais; só que Alonso está tendo “mais sorte” do que ele.

Ou há outra saída, essa é idealizada por aqueles que realmente já pensam que a vez do brasileiro passou, pendurar as chuteiras (nesse caso o volante). Ou será que ainda há uma volta por cima?

Anúncios

3 comentários em “Ainda há uma volta por cima?

  1. Eu acho que há muito gás pela frente ainda, talvez uma mudança de equipe ajude sua alto-estima, mas com certeza ainda não está na hora de parar, Massa não merece isso, acho que ele tem que fazer como o Barrichello, tapar os ouvidos para as críticas e fazer o seu jogo. Pois se o Rubinho ouvisse o que falaram (e ainda falam) sobre ele, não teria batido o recorde de provas na categoria.
    Massa tem mais é que pilotar, altos e baixos são essenciais pra vida não perder a graça!
    Um Abraço!

  2. Tem que sair sim Diego, porém parece que isso só acontecerá em final de 2012. Uma pena, para quem já está nos 30 e ainda sonha com o título mundial, sabendo da capacidade que tem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s