Conquista alemã

Dizem que tudo na vida tem uma primeira vez. Pois é; parece que a vez de Nico Rosberg largar na pole chegou. O alemão da Mercedes fez um temporal, e nem mesmo a McLaren como favorita, foi capaz de parar Rosberg. Mesmo antes da qualificação acabar, o piloto já havia deixado seu carro e se dirigido os boxes; festa antecipada? Talvez.

E a conquista não ficou só por conta de Roberg, mas por parte de Schumcher também, que conquistou o 3º lugar no grid; mas com a punição de Hamilton que largará em 7º, a primeira fila do GP da China é toda alemã, tanto para pilotos quanto para equipe. E é a primeira pole da Mercdes depois de sua volta em 2010.

Rosberg conseguiu esse grande feito com grande autoridade; só que as coisas para a corrida são diferentes. Ver dois alemães na primeira fila, sendo que para o pole é a 1ª vez, e o segundo é Schumacher, nos enche de expectativas para o GP. Creio que não será difícil manter a ponta na largada… agora o resto da corrida, é uma incógnita por inteira. Vitória alemã amanhã? Não posso responder nada!

 

Desligados…

As primeiras horas da manhã de sábado no paddock em Sepang foram tensas. Um incêndio atingiu o Hospitality Center da Lotus e parte da cosinha. O ocorrido se deu a um curto-circuito em uma geladeira.

Depois dizem que o “rapaz” da imagem abaixo é que é desligado!

Mas não duvido que seja ele que deixou a geladeira com problemas, depois de ter pegado seu “sorvetinho” da Kibon!

Sennas sem comparação

Família é uma coisa que não se questiona! A genética e os mistérios que envolvem todo esse “grande projeto” são “soberanos”. E a entrada de Bruno Senna na F1 em 2010, e neste ano a ida de Bruno para uma das equipes onde o tio dele (Ayrton) pilotou, implica justamente na questão se realmente ele é um piloto promissor; pelo menos em alguma “sombra” do que foi A. Senna. Sem dúvida nenhuma, “nunca devemos” os comparar! Até porque cada época é uma época, e cada piloto é um piloto.

O que Bruno Senna mostrou no GP da Malásia, foi uma apresentação de um piloto determinado; determinado a dar um basta na falta de resultados, e dar início a um novo rumo na carreira na F1. Claro que a chuva o ajudou… Hi não; chuva, ajuda a Senna; entenderam tudo?! Mas fez uma grande corrida; esteve em último lugar na prova, e a terminou na 6ª colocação; e não teve vida mole: lutou, ultrapassou, se manteve, e obteve os tão sonhados primeiros pontos no ano; não só dele mas como da equipe.

Não estou equivocado de maneira nenhuma, em escrever essas palavras, “elogiando” a corrida  de B. Senna; dai honra a quem merece honra.

Sem comparar! Vamos somente “observar”:

 

As emoções da F1 estão de volta!

E a F1 está definitivamente de volta! Os treinos em Melbourne mostraram a cara da temporada 2012, e já mostraram um aspecto no mínimo diferente do que foi ano passado.

A classificação foi o “ápice” dessa nova F1 até agora, e deixaram todos com o coração batendo no ritmo dos V8. Para ser sincero, mesmo com os treinos da pré-temporada e inclusive os treinos livres na Austrália, ninguém sabe ao certo o que está acontecendo; somente vendo para ver a “realidade”.

Sinto-me muito feliz pela Mercedes, que parece ter encontrado o caminho para uma temporada promissora. Torci muito por uma pole da equipe; não veio, mas o 4º lugar com Schumacher foi fantástico!

“Qualquer um” anda na frente com um carro voador, não é Vettel!? A temporada 2012 poderá ser “a temporada”; já estava na hora também, depois de três anos de um monopólio, enfim, nós torcedores da F1 poderemos ver um ano como não víamos há muito tempo!

Vale ressaltar o avanço da Mercedes, que no momento desbancou sem dó os “carrinhos vermelhos”. Não só a equipe alemã, mas como também Force India e a excelente Lotus!

Fiquem ligados; dá para esperar um grande ano da F1 em 2012! Come on!